Maceió, 18/Dezembro/2017

Resp. Técnico: Dr. José Antonio Martins
CRM AL 4363:RQE 3168

Receba as novidades
do Grupo Amigo:

Cadastre-se

3D, o futuro impresso.....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

De docinhos a órgãos e tecidos humanos, passando pela impressão de armas, ao que tudo indica, as impressoras 3D são capazes de produzir qualquer tipo de objeto.

Há pouquíssimo tempo, esse papo não rolaria fora de desenhos animados ou filmes de ficção científica, mas a realidade, é que as impressoras 3D de uso doméstico têm tudo para invadir as casas e escritórios em 2014.

 

Screen Shot 2014-02-03 at 21.24.42
CES 2014: No estande da 3D Systems foram exibidos doces feitos em uma impressora 3D
Fonte: Monique Mansur/TechTudo

 

Lá fora, na cidade de Las Vegas, a CES, maior feira de tecnologia do mundo, realizada em janeiro deste ano, atraiu mais de 150 mil pessoas. E uma das fortes tendências apresentadas foram as impressoras em 3D. O funcionamento pede uma boa dose de paciência, já que ainda é lento, mas basta selecionar formatos, cores e sabores; adicionar água e açúcar e aguardar enquanto a máquina mescla os ingredientes até imprimir doces e chocolates.

Mas atenção, se docinhos parecem inofensivos, não se pode dizer a mesma coisa da primeira pistola de fabricação caseira feita com uma impressora 3D. A impressão foi notícia na mídia especializada em maio de 2013, e em três dias, o programa com instruções de como fabricar a arma foi baixado por mais de 100 mil internautas, pelo portal da companhia americana Defense Distributed. O Brasil apareceu na terceira posição do ranking de downloads, na primeira esteve a Espanha, que logo foi ultrapassada pelos Estados Unidos. Atualmente, existe uma portaria da União Europeia que proíbe a fabricação de armas usando impressoras 3D aos países-membros, mas a fiscalização da prática já é outra história.

 

Screen Shot 2014-02-03 at 21.24.51
Fotos distribuídas pela companhia americana Defense Distributed mostram peças da Liberator, a primeira pistola de fabricação caseira feita com uma impressora 3D.
Fonte: INFO Online

 

Enquanto isso, no Centro Público de Pesquisas em Campinas (CTI), localizado no Estado de São Paulo, o cientista russo Vladimir Mironov se une a um grupo de cientistas brasileiros para estudar bioimpressão. O maior avanço desenvolvido até então recebeu o carinhoso apelido de Tamanduarm. Trata-se de um protótipo nacional, que acoplado a um braço robótico poderá imprimir células diretamente na pele para recuperar áreas danificadas. A “cabeça” da máquina lembra a cabeça de um tamanduá, daí o batizado.

 

Screen Shot 2014-02-03 at 21.25.01
Tamanduarm, em testes no CTI, em Campinas (SP)
Fonte: Blog Ricardo Setti/Veja

 

O grande sonho de Mironov é criar uma máquina capaz de depositar, camada a camada, as células que formam um dos mais complexos órgãos do corpo humano, o rim. E se depender da garra e experiência dessa turma, até 2030, eles dominarão a combinação de software, biologia e design.

 

Fonte: Locaweb news

+ Mais Notícias

Grupo Amigo

Av. Tomas Espíndola, 83 Farol. Maceió-AL. CEP: 57051-000

contato@grupoamigo.com.br

(82) 3021 5887 - 3021-5867 - 9.9946-5344



Facebook
Facebook
LinkedIn
LinkedIn
LinkedIn
Google+