Maceió, 18/Dezembro/2017

Resp. Técnico: Dr. José Antonio Martins
CRM AL 4363:RQE 3168

Receba as novidades
do Grupo Amigo:

Cadastre-se

Mala de maternidade – saiba quando e como preparar

Está chegando a hora... e muitas mães ficam com dúvidas de como preparar a mala da maternidade. O ideal é deixá-la preparada a partir de 32 semanas (2 meses antes) pois a partir deste momento o seu bebê já pode nascer e não queremos surpresinhas de última hora! Além disso, a medida que o tempo passa, a barriga vai crescendo e você ficará mais cansada e menos disposta para isso. Neste momento, o ideal é que você já tenha decidido em qual maternidade vai ter o parto e tenha acesso a lista de enxoval, pois cada serviço tem a sua própria lista com algumas adaptações.

 

Primeiro, a escolha da mala:

Não há um tamanho ideal, em geral usamos uma mala de viagem de mão, daquelas que cabem em cima quando você viaja de avião. Há 2 opções: você pode fazer a sua mala junto com a do bebê ou separar uma só para o bebê e outra para as roupas suas e algumas de seu marido. Lembre-se que o papai também acaba dormindo junto e mesmo com a liberdade de poder voltar para casa, é legal ele ter um muda de roupa junto com você para eventualidades.

Como lavar a roupa do bebê

Sugiro sempre separar em casa 3 baldes exclusivos para uso do bebê: um para lavar as fraldinhas de boca, um para as roupas/fraldinhas sujas de fezes/urina e outra para as outras roupinhas em geral. Pois em geral, elas ficam de molho e são lavadas a mão antes de levá-la a máquina. Usar sabão de coco ou específico para bebê, já a venda nos supermercados. Não usar sabão em pó ou amaciantes, como a pele do recém-nascido é super sensível há uma maior predisposição para alergia. Também costumo orientar ter um varal só para uso da criança ou pelo menos evitar misturar com as roupas do casal. Sugiro que todas as roupinhas do bebê e fraldinhas de pano sejam passadas a ferro quente depois.

Como separar as roupinhas na mala

Eu sugiro separar em saquinhos/sacolinhas individuais fazendo um kit para cada troca de roupa do bebê. Isto facilita no momento que a enfermeira solicita uma muda de roupa na hora do banho. Você pode inclusive numerar cada sacolinha, para que eles saibam qual você quer que coloque no primeiro banho, no segundo dia... Estes saquinhos podem ser coloridos, mas o ideal que seja transparente ou que você consiga visualizar a roupa caso você esqueça qual roupinha está dentro de cada uma.

Neste Kit você colocará um body (ideal de manga comprida), calça com pezinho (mijão), um par de meia, um macacãozinho se estiver mais frio, uma touquinha (também se frio). Nas meninas pode colocar um lacinho de cabeça. Você também pode colocar um par de luvas feitas de algodão, porque o bebê pode arranhar o rosto, lembrando que na maternidade não é autorizado cortar a unha do bebezinho por conta do risco de infecção hospitalar. 

Em geral o tempo de permanência na maternidade é em média de três dias. Então calcule de três trocas de roupas para o bebê a cada dia, no total serão 9 roupinhas, ou seja, 9 kits. Pode ser que você não utilize, mas melhor se prevenir.

A mala do bebê

  • 9 macacões tamanho RN
  • 9 bodies ou camisas tipo pagão
  • 9 calças com pé (mijão)
  • 1 manta de algodão
  • 2 xales de linha ou lã (pode ser um só, especialmente se estiver no verão)
  • 2 casaquinhos de lã, de preferência com botões na frente e que não tenham que passar pela cabeça
  • 9 Fraldas de tecido para apoiar no ombro ao colocar o bebê para arrotar
  • 9 paninhos de boca
  • 9 pares de meias, se estiver muito frio
  • Fralda tamanho RN – 1 pacote. Algumas maternidades oferecem a fralda, outras não. Mas é sempre bom levar um pacote para troca no quarto, junto com a pomada para o RN.
  • 1 escovinha macia para pentear 
  • 2 toalhas de banho e 2 toalhas fraldas (checar se a maternidade fornece)

A mala da mamãe

  • Produtos de higiene pessoal: escova, xampu, condicionador, secador de cabelo, sabonete (prefiro o líquido pois não fica exposto no banheiro da maternidade, evita contaminação se cair no chão), escova de dentes, fio dental e pasta, creme contra estrias e maquiagem. Pois você estará no momento mais especial da sua vida e precisa estar linda para receber o seu bebê! Não orientamos levar perfume pois a fragrância pode agredir o olfato do RN que é muito sensível, além do maior risco de causar alergias. O melhor perfume é o cheirinho da mamãe!
  • Toalha de banho e uma toalha de rosto para uso pessoal
  • 4 a 6 Camisolas ou pijamas com abertura na frente para facilitar a amamentação. Eu prefiro 2 por dia pois muitas vezes pode sujar pelo sangramento pós-parto ou regurgitação do bebê.  Você também pode preferir roupas confortáveis de ficar em casa, em vez de pijama, porém o ideal que sejam abertas na frente com botões ou zíper e que o cós não seja muito baixo para não pegar nos pontos da cesárea que ficam muito doloridos nos primeiros dias.
  • 6 Calcinhas grandes e confortáveis. Você vai ter de usá-las com absorventes próprios para o pós-parto normalmente oferecido pela maternidade. Mas sempre bom levar um pacote do tipo noturno, se você tiver uma marca preferida. Testar estas calcinhas antes, para evitar desconforto ”surpresa” pelo fato de estar muito apertada ou incomodá-la.
  • Sutiã de amamentação – alças largas e com abertura que facilitem a amamentação. Hoje já temos opções de sutiãs coloridos, ou com rendas, que fuja do bege clássico....
  • 1 par de Chinelo ou sandália de dedo
  • Meias, se tiver frio.
  • 1 par de Conchas e 3 pares para absorventes para os seios
  • Roupas para a saída do hospital que sejam folgadas e bem confortáveis, pois em geral brinco que saímos “grávidas” da maternidade, pois a barriga demora a voltar ao normal nos primeiros dias após o parto.
  • Máquina fotográfica e pilhas extras
  • Filmadora e carregador de bateria
  • Celular, tablets e carregador
  • Lembrancinhas e enfeite de porta, entretanto não são itens essenciais.
  • Lista com os telefones das pessoas a serem avisadas do nascimento. Hoje com a internet muitos divulgam nas redes sociais. Não se sinta constrangida em limitar o horário da visita para amigos ou familiares ou sugerir que sejam feitas a partir do 2º dia. Muitas mães preferem descansar pois o pós-parto imediato é muito cansativo e o ideal é falar o quanto menos para evitar a ingestão de ar o que pioram as cólicas e distensão abdominal. Mas mesmo assim, preferir as visitas na maternidade às feitas no primeiro mês em casa porque são visitas curtas e não interferem na rotina do bebê em seu novo lar.

Dicas extras:

  • Lembre-se de testar cadeirinha do bebê-conforto (assento para o bebê) em seu carro assim que comprar. O bebê sai 
  • Retire broches, alfinetes ou etiquetas das roupinhas do bebê que possam incomodá-lo
  • Prefira roupas confortáveis, com abertura maior pela cabeça e fácil manuseio
  • Evite golas ou babados exagerados que possam irritar o bebê ou atrapalhar a mamãe na hora da amamentação
  • Dar preferência a roupa 100% algodão
  • Nas meninas, algumas maternidades sugerem não levar lacinhos pois podem perder na maternidade no momento da troca. Eu sugiro apenas que evite tiaras com elástico que apertem a cabecinha do bebê

Documentos

  • Carteirinha do plano de saúde
  • Documentos pessoais (RG e CPF da mamãe e do papai ou acompanhante) 
  • Guia da internação ou senha de autorização do convênio. Informe-se junto ao seu plano pois facilita no momento da internação.
  • Solicitação médica de seu obstetra para internação
  • Cartão pré-natal ou exames realizados durante a gestação
  • Telefone do seu pediatra
  •  

Fonte: Guia do Bebê

 

+ Mais Notícias

Grupo Amigo

Av. Tomas Espíndola, 83 Farol. Maceió-AL. CEP: 57051-000

contato@grupoamigo.com.br

(82) 3021 5887 - 3021-5867 - 9.9946-5344



Facebook
Facebook
LinkedIn
LinkedIn
LinkedIn
Google+