Maceió, 18/Dezembro/2017

Resp. Técnico: Dr. José Antonio Martins
CRM AL 4363:RQE 3168

Receba as novidades
do Grupo Amigo:

Cadastre-se

O que é preciso saber sobre a Pré-Eclâmpsia? Fique Atenta!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pré-eclâmpsia é um distúrbio que afeta cerca de 5% das mulheres grávidas. O diagnóstico da pré-eclâmpsia é difícil, mas os médicos estão cada vez mais atentos e as pesquisas vêm avançando. Complicação potencialmente perigosa da gravidez, caracterizada por pressão arterial elevada.

Comum
Mais de 150 mil casos por ano (Brasil)
 
O tratamento é feito com auxílio médico
 
Requer um diagnóstico médico
 
Sempre requer exames laboratoriais ou de imagem

 

A pré-eclâmpsia começa geralmente após 20 semanas de gestação em mulheres com pressão arterial normal. Pode acarretar complicações graves, até mesmo fatais, para a mãe e o bebê.
Às vezes, não há sintomas. Pressão arterial elevada e proteína na urina são as principais características. Também pode haver inchaço nas pernas e retenção de líquido, mas pode ser difícil de distinguir de uma gestação normal.
Geralmente, é possível controlar a pré-eclâmpsia com medicação oral ou IV até que o bebê esteja suficientemente maduro para a realização do parto. Convém pesar os prós e contras dos riscos de um parto prematuro frente a continuação dos sintomas da pré-eclâmpsia.
Idades afetadas
0-2
Nunca
 
3-5
Nunca
 
6-13
Muito raro
 
14-18
Comum
 
19-40
Comum
 
41-60
Raro
 
60+
Nunca
 

 

Consulte um médico para receber orientação
Fontes: Hospital Israelita A. Einstein e outros. https://g.co/kgs/AzZAZD 

5f81788b-69ab-41d7-8c34-a141d868f438

+ Mais Notícias

Grupo Amigo

Av. Tomas Espíndola, 83 Farol. Maceió-AL. CEP: 57051-000

contato@grupoamigo.com.br

(82) 3021 5887 - 3021-5867 - 9.9946-5344



Facebook
Facebook
LinkedIn
LinkedIn
LinkedIn
Google+