Maceió, 19/Janeiro/2018

Resp. Técnico: Dr. José Antonio Martins
CRM AL 4363:RQE 3168

Receba as novidades
do Grupo Amigo:

Cadastre-se

Sangramento nasal

 

O bebê cresce, se torna uma criança e um fato passa a ocorrer com certa frequência: a perda de sangue pelo nariz, chamada de epistaxe, assim como conhecido pela área médica. O sangramento nasal normalmente é mais assustador do que grave.
 
Pelo fato de o nariz ser uma região muito vascularizada, é comum haver sangramento. O nariz tem basicamente três funções no corpo humano: umidificar, aquecer e filtrar o ar que é levado aos pulmões. Raro em crianças com menos de 2 anos de idade, o sangramento é mais freqüente entre os 8 e 13 anos.
 
Os vilões do nariz são bem conhecidos. Entre os problemas principais podemos citar o ato de cutucar o nariz com o dedo, colocar objetos estranhos dentro das narinas, infecções respiratórias que provocam feridas no nariz, inalação de fumaça ou agentes químicos como fósforo, tintas, amoníaco e gasolina.
 
Condições de ar muito frio ou ressecado, como ambientes com ar condicionado, ou regiões muito secas ressecam a mucosa nasal, deixando a região mais propícia para os sangramentos.
 
Crianças com rinite têm a região nasal mais sensível e inchada. E durante o coçar ou assoar o nariz repetidamente pode ocasionar mais facilmente o sangramento. O sangramento pode até ser pequeno, mas como a região é muito vascularizada o sangue pode manchar muitos panos e algodão até ser estancado. Até por isso assusta tanto.
 
Cuidados - A epistaxe é considerada grave nas crianças quando o sangramento acontece após um trauma da cabeça. Nesse caso, deve-se levar a criança imediatamente ao médico ou pronto-socorro. Se o trauma for no nariz, o sangramento não é tão grave como o traumatismo da cabeça, mas a criança deve ser levada imediatamente ao médico também.
 
Para estancar o sangramento, deixe a criança sentada e incline a cabeça para frente pressionando firmemente com os dedos as narinas durante 10 a 15 min. Faça compressa gelada na região do nariz para ajudar a coagular o sangue (coloque gelo embrulhado em um pano).
 
Caso o sangramento não estanque com essas medidas ou o sangramento se torne freqüente, leve a criança ao médico para este fazer uma melhor avaliação do caso.
 
Outras causas mais raras de sangramentos nasais em crianças são doenças hematológicas (do sangue), tumores e pólipos nasais e pressão sanguínea alta.
 
Dicas
 
Evite deixar ou dar à criança brinquedos que contenham peças pequenas que podem ser colocadas nas narinas.
 
Mantenha as unhas da criança sempre bem cortadas para no caso delas coçarem ou cutucarem o nariz tenham menos chances de lesar a região.
 
Caso a região que resida a criança seja muito seca, tentar manter o ambiente mais úmido para as narinas das crianças não ressequem e sangrem.
 
 
 
 
 
Fonte: Guiadobebe.com.br

+ Mais Notícias

Grupo Amigo

Av. Tomas Espíndola, 83 Farol. Maceió-AL. CEP: 57051-000

contato@grupoamigo.com.br

(82) 3021 5887 - 3021-5867 - 9.9946-5344



Facebook
Facebook
LinkedIn
LinkedIn
LinkedIn
Google+